terça-feira, 13 de março de 2018

Trabalho em Altura: Dicas para Reduzir Riscos




Invista na capacitação e avaliação do profissional

Antes de submeter um profissional a trabalhos em altura, é fundamental ter a garantia de que ele está devidamente capacitado para realizar esta atividade. Para isso, ele deve ser treinado e estar autorizado a executar as tarefas.
A avaliação da saúde do profissional também é essencial, e deve envolver a realização de exames médicos relacionados a patologias que podem gerar mal súbito, cuja ocorrência pode levar a quedas.


Promova medidas protetivas adequadas

Os sistemas de proteção do funcionário devem estar sempre em dia, tanto do ponto de vista individual como também do coletivo. Isso envolve o fornecimento de Equipamentos de Proteção Individual para trabalhos em altura, além de ações que possam evitar a ocorrência de acidentes e o cumprimento das normas e regras técnicas vigentes.


Supervisione

Toda e qualquer atividade realizada em altura deve contar com a supervisão de uma ou mais pessoas – o que vai depender de cada trabalho e de sua consequente análise de riscos envolvidos.


Faça uma Análise Preliminar de Riscos

Antes do início de qualquer atividade, é fundamental que a empresa e o colaborador estejam cientes dos riscos associados a ela. A Análise Preliminar de Riscos (APR) é uma ferramenta que serve justamente para identificar a possibilidade de que ocorram acidentes durante a execução de uma atividade.


Interrompa as atividades sempre que necessário


Se não houver condições adequadas ou se o trabalho em altura contar com riscos além dos previamente listados na Análise Preliminar de Riscos, ele deve ser imediatamente interrompido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário