quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

Entenda a Importância de usar Materiais Cirúrgicos Descartáveis


Soluções que protegem médicos, enfermeiros e pacientes de contaminações. Os materiais cirúrgicos descartáveis são livres de microrganismos que, normalmente, são os principais responsáveis pela proliferação de bactérias. Dentro de um ambiente hospitalar, como uma sala de UTI ou de operações, por exemplo, esse é um risco real e que deve ser combatido.

Logo, ao descartar um material cirúrgico após realizar uma operação, por exemplo, o risco é praticamente nulo de qualquer contaminação. Isso acontece por uma razão bem simples: tal material não será reutilizado. Importante ressaltar nesse ponto que estamos lidando com itens como máscaras e luvas que não podem voltar à vida útil, mesmo se passarem por processo rigorosos de higienização e esterilização.

Principais materiais cirúrgicos descartáveis

- Luvas cirúrgicas descartáveis;
- Máscaras descartáveis;
- Agulhas;
- Toucas;
- Seringas;
- Esparadrapos;

Agora que você já sabe quais são os principais materiais cirúrgicos descartáveis, é importante que também saiba de um detalhe muito importante: descartável não é sinônimo de péssima qualidade. Muita gente erroneamente pensa dessa maneira. Os materiais cirúrgicos descartáveis precisam atender a diversos padrões técnicos de segurança e justamente por isso, não podem apresentar um baixo nível de qualidade.

quarta-feira, 8 de janeiro de 2020

Luvas para Trabalho Pesado


Como escolher as luvas para trabalho pesado ideias?

A primeira coisa a se de fazer é saber que cada luva para trabalho pesado é fabricada com materiais diversificados e para finalidades também variadas. Listamos abaixo alguns exemplos que deixam claro as diferenças:

Luvas de couro ou tecido
São luvas fabricadas com vaqueta / raspa ou algodão / lona que garantem proteção mecânica e resistência térmica. É um modelo comum no dia a dia de trabalhadores que lidam com operação de máquinas e atividades que envolvam corte, lixamento, manuseio de chapas metálicas, transporte em geral, coleta de lixo, etc.

Luvas de malha de aço: 
Ideais para proteção contra agentes cortantes, tais luvas para trabalho pesado devem obrigatoriamente ser inoxidáveis, ou seja, não podem apresentar riscos de corrosão. Para tal, devem contar com aço de boa qualidade e que garanta, ao mesmo tempo, leveza. Seus elos devem ser soldados e trançados. São luvas comuns em frigoríficos, por exemplo.

Luvas de polietileno e para-aramida: 
Utilizadas em atividades que envolvam manuseio de chapas cortantes e lâminas, onde há riscos de abrasão, corte e dilaceração, estas luvas apresentam ótima resistência mecânica. Podem conter fios de aço inoxidável, elástico e outros tipos de fibras que garantam resistência e flexibilidade.

Luvas de couro tratado, fibras aramidas, tecidos mistos e cerâmicos: 
Também podemos citar como luvas para trabalhos pesados estes modelos que apresentam ótima resistência contra temperaturas extremas. Por isso, trata-se de um tipo de luva muito comum em áreas com fornos, em fundições, em injetoras de plástico, soldagem, etc.

Luvas de couro ou fibras de material interno em polímero: 
São luvas utilizadas no dia a dia de quem trabalha com motosserras e marteletes, por exemplo, já que possuem polímero especial na parte interna (palma da luva) para isolar a mão de vibrações, garantindo assim proteção e ao mesmo tempo conforto. A parte externa é confeccionada com fibras ou vaqueta.


Cuidados e riscos no Manuseio de Máquinas e Equipamentos


Para evitar acidentes de diferentes escalas, o primeiro detalhe a ser observado é o treinamento técnico do profissional. Uma máquina de grande porte exige conhecimento apurado para a sua utilização, afinal são diversos comandos e etapas planejadas e que devem ser cumpridas com precisão. Inclusive, quando olhamos para o prisma da segurança, um bom treinamento e constantes atualizações podem evitar acidentes no dia a dia.

Isso acontece porque os riscos são muito grandes, principalmente quando pensamos em máquinas e equipamentos que trabalham com forças elevadas, cortes e energização constante. Todo cuidado é pouco e é preciso atenção 100% do tempo, afinal o mais simples descuido pode provocar acidentes gravíssimos!

No Brasil, a NR-12 é a norma regulamentadora que determina os parâmetros de segurança que devem ser seguidos por empresas que contam com máquinas e equipamentos.  Estabelece também os padrões de funcionamento para garantir que máquinas e equipamentos atendam aos requisitos mínimos de segurança, tudo para evitar problemas futuros.

Alguns riscos envolvidos

- O trabalhador ficar preso, suas mãos ou peça de roupa, entre engrenagens e cilindros que fazem movimentos circulares.

- Também entre uma corrente ou correia com suas respectivas polias.

- Em máquinas de corte, contato com a serra (parte girante) ou em um esmeril (com a parte fixa).

- Choques com intensidades variadas devido a fios desencapados ou mesmo contato da pele com áreas energizadas.

- Queimaduras nas mãos e no rosto por falta do uso de luvas e máscara e óculos de proteção durante trabalho em máquinas que geram temperaturas elevadas e promovem faíscas constantes.

Cuidados necessários

- O trabalhador deve evitar a todo custo o uso de relógios, pulseiras, anéis e outros adereços que possam se prender nas máquinas e equipamentos.

- Roupas inadequadas também podem provocar acidentes, como camisas muito folgadas.

- Jamais remova tampas ou acesse áreas de um equipamento sem a devida atenção aos padrões técnicos de segurança.

- Faça sempre o travamento necessário assim que a máquina for desligada ou estiver parada por manutenção.

EPIs

Além do treinamento e de cursos, palestras e encontros para aperfeiçoamento, e atenção aos riscos e cuidados, o trabalhador também tem o direito de contar com os equipamentos de proteção individual mais indicados para manuseio de máquinas e equipamentos. A empresa deve fornecer, obrigatoriamente, óculos de proteção, luvas, capacetes, protetores auriculares e todo os demais EPIs para cada atividade.

6 Tipos de Alicates para Eletricistas


6 Tipos de Alicates para Eletricistas

1 – Alicate Universal:
É o alicate para eletricista mais comum do mercado, que também pode e é utilizado por outros profissionais de áreas distintas. Trata-se de um modelo que pode variar conforme seu acabamento e formato da cabeça. Por isso, pela grande variedade de opções, o ideal é pesquisar muito bem até encontrar o alicate universal perfeito para o seu dia a dia, dos seus funcionários, etc. Tal ferramenta pode ser adquirida com os comprimentos de 150, 165, 190, 210 e 215mm.

2 – Alicate de Corte:
Muito utilizado no dia a dia do eletricista, o alicate de corte faz toda a diferença sempre que precisar cortar fios e cabos, isso porque sua cabeça é especialmente desenvolvida par a tal. Pode ser encontrado com facilidade no mercado, com comprimentos de 130 e 160mm.

3 – Alicate de Bico:
De acordo com o parafuso de fixação, o alicate de bico para eletricista pode apresentar diâmetros variados. Os comprimentos mais comuns no mercado são de 130 e 160mm.

4 – Alicate Decapador:
Um dos alicates para eletricista mais comuns e incríveis que existem é o modelo decapador, que permite ao profissional retirar o material isolante de fios sem danificar o condutor interno. Deve, obrigatoriamente, apresentar altíssimo padrão de qualidade, pois será utilizado com grande frequência e para serviços importantes.

5 – Alicate com Prensa Terminal:
Trata-se de uma solução que possibilita a instalação de terminais e emendas não isolados. Apresenta matriz fixa para compressão, que também é utilizada para corte e decapagem.

6 – Alicate Hidráulico:
Ferramenta de grande durabilidade e que apresenta cabeçote giratório (180º) e cabos com revestimento especial e isolante, normalmente Neoprene.

Não abra mão da qualidade

Assim como ocorre com dezenas de outras ferramentas utilizadas por eletricistas no dia a dia, os alicates de linha viva devem apresentar altíssimo padrão de qualidade e segurança para que o trabalho ocorra de forma ágil, precisa e com o mínimo de riscos. Justamente por isso, você que está na área ou tem uma empresa que realiza serviços elétricos, não pode abrir mão da qualidade. Você precisa ter os melhores alicates à disposição!