terça-feira, 9 de outubro de 2018

Importância do uso de EPIs para vibração ocupacional







A chamada vibração ocupacional diz respeito a exposição de um profissional a vibrações constantes, geralmente ocasionadas pela operação de maquinário pesado como tratores, máquinas de terraplanagem, equipamentos industriais, caminhões e demais dispositivos de grande porte.

Quem atua em trabalhos que envolvem vibração ocupacional por um curto período está sujeito a sofrer dores musculares, desconfortos abdominais, náuseas e estresse. Pessoas que trabalham muito tempo nesses ambientes, por sua vez, podem desenvolver problemas degenerativos, ter o sistema nervoso danificado e apresentar problemas no coração. Isso acontece porque a vibração do equipamento leva à vibração do corpo humano, causando danos.

Vale lembrar que vibração do corpo é um processo natural, mas quando amplificado por uma frequência externa, esta vibração causa desequilíbrio e traz prejuízos ao bem-estar e saúde do indivíduo. Para evitar que isso aconteça e minimizar os efeitos, é fundamental que os profissionais estejam devidamente paramentados com Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) contra os efeitos da vibração.

Principais EPI contra os efeitos da vibração

O principal EPI para vibração é a luva antivibração, capaz de atenuar até 43% das vibrações de alta frequência e 23% das vibrações de média frequência. Além disso, é fundamental que o trabalhador tenha um período de repouso adequada e faça massagens nos dedos e braços.

Cabe à empresa fornecer os equipamentos que serão utilizados, bem como oferecer treinamento para que tudo seja utilizado de maneira correta, sem que o trabalhador aplique mais força do que o necessário. Também é recomendado que sejam realizados exames periódicos para verificar a saúde dos colaboradores, bem como uma avaliação das condições de trabalho e dos riscos envolvidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário