terça-feira, 18 de dezembro de 2018

Conheça os principais EPIs





Existem muitos riscos aos quais os trabalhadores estão expostos. Em consequência, o mercado oferece diversos EPIs adequados a cada um deles. Separamos uma lista com os itens de segurança mais utilizados para evitar acidentes de trabalho.

Capacete

Projetado para a proteção da cabeça, é utilizado em ambientes cobertos e descobertos. Sua função é evitar que o trabalhador se machuque por queda de objetos ou pancadas no crânio.

Dependendo das demais condições de trabalho, há o acréscimo de viseiras, que garantem a proteção visual contra, por exemplo, faíscas de soldagem e partículas em suspensão.

Máscara

A máscara é um EPI de extrema importância. Seu papel é evitar contaminações pelo ar, decorrentes de gases poluentes, poeira e vapores tóxicos. É fundamental para assegurar a integridade respiratória dos indivíduos envolvidos em processos com ameaças inaláveis.

A configuração do item é proporcional aos agentes de risco oferecidos ao empregado. As opções vão de simples filtros de pano, que funcionam como barreira de poeira, a respiradores sofisticados para evitar contaminação.

Luva

Faz-se necessário proteger as mãos e os braços, pois, em geral, são áreas expostas a grandes perigos no trabalho. Como manuseiam máquinas, ferramentas e produtos químicos, são mais passíveis de sofrerem com sinistros.

Por razões como a citada acima, existem diversas opções de luvas para oferecer proteção ao empregado, diversificando quanto ao que se pretende proteger. Assim, há opções de borracha para precaver contra agentes químicos e biológicos, em PVC para lidar com óleos e solventes, e luvas mais resistentes para proteger de cortes e amputações.

Protetor Auricular

O ruído é um elemento comum na maioria das empresas. Esses barulhos causam graves danos à saúde do trabalhador que permanece nesses ambientes, embora os prejuízos se apresentem apenas em longo prazo.

Assim como no caso das luvas, os equipamentos variam de acordo com o tipo de som do qual se pretende proteger os ouvidos. Eles podem ser em forma de plug, concha ou acoplados ao capacete.

Bota

Os pés dos empregados ficam permanentemente em contato com o chão da empresa. Existem diversos riscos oferecidos, como escorregões, objetos pontiagudos caídos, queda de equipamentos pesados, entre outros. Para minimizar os possíveis danos que situações desse tipo causariam, há calçados de segurança com a função de proteger o pé.

As botas também são confeccionadas em diversos modelos, adaptadas aos perigos oferecidos em cada situação. Há equipamentos antiderrapantes, que protegem contra objetos pontiagudos, que realizam absorção de impacto referente à queda de objetos, contra choques elétricos e vários modelos fabricados de acordo com a exposição ao risco verificado.

Colete de Sinalização

O colete visa indicar a presença do trabalhador no ambiente. Sua função é destacar o indivíduo em situações onde há possibilidade de ele não ser visto corretamente, o que pode causar acidentes em estradas à noite, por exemplo.

Os coletes refletivos garantem que o trabalhador seja avistado a 300 metros de distância, enquanto sem o equipamento é possível vê-lo a apenas 65. Tal fato aponta a necessidade de investir na proteção em casos de baixa visibilidade no ambiente, em situações de manutenção de ruas, instalações elétricas etc.


Nenhum comentário:

Postar um comentário