terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Os cuidados com trabalho a céu aberto na construção civil.



Esse risco ocupacional não é levado em conta pela maioria das pessoas porque não causa acidentes de maneira instantânea — como acontece com o trabalho em altura, por exemplo, que pode levar a quedas —, mas de maneira progressiva, especialmente por conta da exposição ao sol.

Os riscos são muitos, e incluem: insolação, desidratação, aparecimento de manchas na pele, queimaduras e até problemas de saúde mais sérios, como cataratas e câncer de pele. Trata-se, portanto, de um assunto tão importante que existe uma norma técnica para regulamentar o trabalho a céu aberto, com o intuito de evitar que as atividades profissionais realizadas ao ar livre causem danos ao bem-estar e à saúde dos trabalhadores: a Norma Regulamentadora de número 21 (NR 21).

Além disso, a Norma Regulamentadora de número 15 determina que é necessário avaliar as condições do local de trabalho a partir do Índice de Bulbo Úmido de Globo, que aponta a exposição do profissional ao calor. A legislação brasileira aponta que a temperatura média dos locais de trabalho deve ficar entre 20°C e 23°C, seja em escritórios ou em setores de produção. Essa temperatura deve ser constantemente monitorada, e medidas devem ser tomadas para minimizar o contato do profissional com temperaturas mais elevadas.

Trabalho a céu aberto: como proteger os trabalhadores dos riscos?

A NR 21 trata justamente dos cuidados necessários aos trabalhadores que atuam em céu aberto, abrindo possibilidade para que esses profissionais recebam adicional de insalubridade e estabelecendo medidas que devem ser adotadas pelas empresas com o intuito de minimizar os riscos à saúde e segurança dos colaboradores.

O fornecimento de protetor solar gratuitamente está dentre as exigências mais importantes, bem como a realização de intervalos para hidratação, repouso na sombra e preferência para a execução das atividades nos horários com menor incidência de sol. Além disso, é fundamental que sejam disponibilizados os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) adequados para proteger o trabalhador do calor excessivo e da exposição ao sol.

EPIs para quem trabalha a céu aberto

Vestimentas adequadas: os trabalhadores devem utilizar roupas confeccionadas em tecidos leves e que cubram a maior parte do corpo (calça e camiseta de manga longa) para evitar a incidência direta do sol na pele;

Óculos de proteção: os óculos de proteção são obrigatórios em diversas atividades, sendo que no caso do trabalho a céu aberto as lentes devem ser capazes de proteger contra os raios UV;

Capacete: o uso de capacetes de segurança é obrigatório em todos os canteiros de obra e, no caso do trabalho a céu aberto, o dispositivo deve possuir revestimento que não acumule calor, de modo a evitar aquecimento excessivo na região da cabeça.


Nenhum comentário:

Postar um comentário