terça-feira, 23 de abril de 2019

Luva Anticorte




A luva anticorte pode ser indicada para duas situações: para os trabalhos secos ou molhados. O tipo mais comum é a luva anticorte para trabalhos secos, em que se trabalha com materiais secos que possam causar cortes de diferentes profundidades. Por outro lado, existem também as luvas para os trabalhos molhados, bem como as luvas flex — que podem ser utilizadas tanto em atividades secas quanto molhadas.

Benefícios de usar a luva anticorte

A maior vantagem da luva anticorte obviamente é proteger as mãos do usuário, garantindo sua integridade física e saúde profissional. O uso correto da luva pode ainda facilitar o trabalho, uma vez que permite maior destreza ao manusear os materiais, com total segurança e precisão.

A maioria das luvas anticorte possui um formato ergonômico, que se ajusta às mãos. Isso reduz a fadiga muscular, pois reduz os impactos causados pelos materiais. E para quem pensa que a luva anticorte precisa ser extremamente grossa, está muito enganado: já existem tecnologias que permitem a fabricação de luvas anticorte bem flexíveis, que favorecem o manuseio de peças pequenas e dão precisão para lidar com as peças maiores.

Para que a luva seja eficaz, ela precisa atender às exigências da Norma Regulamentadora EN 388/2003, que exige que esse tipo de luva seja resistente ao corte, ao rasgamento, perfuração e abrasão.

Situações em que é indicado o uso de luva anticorte

* Trabalhos de manutenção mecânica;
* Manuseio de chapas metálicas;
* Trabalho de estamparia de metais;
* Manutenção (troca de facas) de guilhotina;
* Rebarbação de peças.

Além dos trabalhos descritos acima, a luva de corte deve ser utilizada até em situações que parecem mais simples, como:

* Trabalhos de carpintaria;
* Manuseio de peças cortantes (com arestas vivas);
* Trabalho com lâminas de corte ou facas;
* Trabalhos com vidro e outros materiais lisos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário