terça-feira, 14 de maio de 2019

Importância de manter a higienização de botas de segurança



As botas de segurança são Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) que protegem os membros inferiores do usuário, e são indicados para atividades profissionais que podem deixar os pés do colaborador expostos a calor ou umidade excessivos, agentes cortantes, queda de objetos ou respingos de produtos químicos.

Assim como acontece com todos os tipos de EPI, a utilização dos calçados de segurança é obrigatória para todas as situações em que há risco para a saúde e/ou segurança dos membros inferiores do trabalhador. De acordo com a Norma Regulamentadora de número 6 (NR 6), é dever da empresa disponibilizar os dispositivos de proteção e orientar seus funcionários a respeito da forma correta de utilizá-los.

Ainda segundo o que determina a NR 6, cabe aos colaboradores sempre utilizar o EPI corretamente e para a finalidade a que ele se destina, além de responsabilizar pela conservação do equipamento. Isso significa, entre outras coisas, que faz parte dos deveres do colaborador se preocupar com a higienização dos EPIS, um processo que deve ser feito sempre de maneira cuidadosa para que o dispositivo não seja descaracterizado ou sofra avarias.

Qual a importância de higienizar botas de segurança?

A higienização é fundamental para todos os tipos de EPI, mas no caso das botas ela se torna ainda mais importante por ser um equipamento que pode acumular umidade, fungos e bactérias. Isso significa que a falta de higienização adequada pode fazer com que o dispositivo perca sua utilidade em curto tempo, exponha os pés do trabalhador a possíveis infecções e micoses e ainda desenvolver um odor desagradável.

Além da higienização em si, é recomendado que o trabalhador não utilize as botas diretamente nos pés, mas com meias de algodão que podem absorver a transpiração e ajudar a prevenir contaminações. Se possível, o ideal é que cada funcionário tenha dois pares de botas à sua disposição, de forma que ele possa alternar seu uso e manter um par “respirando” após um dia de uso.

Como higienizar as botas de segurança?

A forma correta de higienizar este EPI pode variar de acordo com cada um dos tipos de calçado de segurança e do material que compõe o equipamento. As botinas de segurança feitas de couro, por exemplo, não devem ser lavadas diariamente para evitar o ressecamento do material. Neste caso, o ideal é que a limpeza seja feita com pano úmido. Os calçados de PVC e os de microfibra, por sua vez, podem ser lavados. Vale lembrar, entretanto, que é essencial que o dispositivo seque por completo antes de ser usado novamente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário