terça-feira, 17 de dezembro de 2019

7 dicas para prevenção de acidentes de trabalho


A prevenção de acidentes do trabalho, além de evitar ações que demandem
indenização contra a empresa, melhora a qualidade de vida do trabalhador,
afetando positivamente na sua produtividade e na imagem da empresa.

Sendo assim, é essencial que a empresa mantenha uma equipe capacitada na
área de saúde e segurança do trabalho e siga as presentes 7 dicas para
prevenção de acidentes do trabalho!

1) Invista em treinamento, orientando os trabalhadores na execução
correta do trabalho

Ao saber manusear os equipamentos de trabalho, o trabalhador exercerá com
mais segurança as suas funções, prevenindo desgaste físico e consequentes
doenças e acidentes de trabalho. Por isso, é importante que o empregador invista
em um bom treinamento e contrate uma equipe qualificada para ministrá-lo.

2) Dê ciência aos trabalhadores acerca dos riscos existentes no ambiente
de trabalho

Para evitar a ação dos agentes de riscos no ambiente do trabalho, é importante
que o trabalhador saiba exatamente onde os mesmos estão localizados. Neste
sentido é que se faz necessária a sinalização, a distribuição de mapas de risco
e a conscientização acerca da existência dos mesmos e da importância da
proteção, por meio de palestras, seminários e treinamento.

3) Respeitar a legislação de segurança do trabalho

A adoção de medidas de proteção da saúde e integridade física do trabalhador
é obrigação fixada nas normas regulamentadoras do Ministério do Trabalho e
Emprego. Assim, além de favorecer a prevenção de acidentes, o respeito a
legislação evitará as penalidades decorrentes da fiscalização.

4) Fornecer equipamentos de segurança

Constatada a existência de riscos ambientais, o empregador tem o dever de
eliminá-los ou neutralizá-los, mediante o fornecimento de equipamentos de
segurança coletivos e individuais, caso contrário deverá pagar ao funcionário
um adicional compensatório pela exposição ao risco, como é o caso do adicional
de insalubridade e periculosidade.

Neste sentido, destaca-se também a importância de se verificar com a devida
frequência a eficácia dos mesmos, oferecendo treinamento para o seu uso,
manutenção e inovação dos mesmos quando as demandas de proteção se
modificarem.

5) Realizar inspeções de segurança

O empregador deve realizar regularmente inspeções de segurança por meio
de profissionais qualificados, buscando o mapeamento atualizado dos riscos e a
elaboração e adoção de medidas corretivas.

6) Conscientizar os funcionário acerca das normas internas

A empresa deverá manter normas internas para prevenção de acidentes e, além
de conscientizar o trabalhador acerca de sua importância, poderá utilizar de
meios coercitivos para garantir o cumprimento das mesmas, estabelecendo
penalidades.

7) Ter um bom relacionamento com a CIPA

A Comissão Interna de Prevenção de Acidente (CIPA) oferece um significante
espaço de debate na área de saúde de segurança do trabalho, uma vez que é
composta por representações do empregador e trabalhador. Ademais, por meio
das reuniões da CIPA, é possível conhecer as reais necessidades dos serviços
realizados na empresa, e assim, adotar medidas que realmente se adequem a
sua realidade.

Por fim, é importante ressaltar que, mesmo seguindo estas 7 dicas para prevenção
de acidentes do trabalho, a possibilidade de ocorrência, embora reduzida, ainda
é existente.

Por isso é indispensável que a empresa invista em segurança do trabalho, tal com,
mantenha um equipe qualificada para a prestação de primeiros socorros, bem
como invista em um sistema eficaz de comunicação, garantindo urgência no
atendimento e a prevenção de sequelas ao trabalhador!

Nenhum comentário:

Postar um comentário