quarta-feira, 15 de julho de 2020

Mosquetão: um guia para o seu uso correto na segurança do trabalhador


Na realização de trabalho em altura, a utilização de equipamentos de proteção individual – EPI – é de extrema importância para assegurar a integridade física do trabalhador. No Brasil a norma regulamentadora NR 35 dispõe regras para a realização do trabalho em altura, a fim de evitar acidentes. 

O mosquetão, juntamente com outros equipamentos de segurança, tem o objetivo de proteger o trabalhador que realiza trabalho em altura, o que pode causar diversos danos à saúde, inclusive a morte.

Se você deseja saber um pouco mais sobre a utilização deste equipamento, os tipos disponíveis, bem como o por que de disponibilizá-lo a seus funcionários, continue lendo esse post, pois nele esclarecemos todas as suas dúvidas.

O que é mosquetão

O mosquetão é um anel, composto de alumínio, inox ou na maioria das vezes em aço, que possui uma parte móvel chamada gatilho, que faz o movimento de abrir e fechar, permitindo que a passagem dele através de uma corda, olhal  ou estrutura e fechamento seguro.

Além de ser usado nos trabalhos em altura, é utilizada em alguns esportes, tais como alpinismo e escalada. O mosquetão é composto de diversas partes, sendo elas topo, espinha, base, nariz, trava, dobradiça.

É importante que antes de adquirir o mosquetão se verifique a sua resistência mecânica, garantindo assim a segurança do trabalhador. Usar um mosquetão que resiste a uma determinada carga, em uma carga superior, pode não atender a demanda esperada, colocando em risco a saúde do trabalhador e ocasionar um acidente que pode levar até a morte do usuário.

A função do mosquetão portanto, é fazer esse elo, do cinto de segurança usado pelo trabalhador, a um ponto de ancoragem, fazendo com que o mesmo fique seguro ao realizar determinado trabalho em altura

Quais os tipos de mosquetões

Existem alguns tipos de mosquetão, e cada um deles indicado para um tipo de atividade. 

Veremos a seguir quais são eles e suas principais funções.

- Mosquetão sem trava;

Esse tipo de mosquetão e utilizado em esportes. A ausência de trava, serve justamente para permitir uma maior mobilidade ao esportista, que muitas vezes precisam abrir e fechar o mosquetão de forma rápida para que se movimenta com agilidade. É válido lembrar que a abertura do mosquetão só deve ser feita quando não apresentar nenhum risco ao usuário.

- Mosquetão com trava de rosca

Nesse tipo de mosquetão, existe uma rosca interna sobre o gatilho. Essa rosca é acionada manualmente de forma que não abre sozinha. Esse modelo é utilizado para trabalho em altura, visto que sua abertura não é tão facilitada, protegendo o mesmo de uma abertura acidental.

- Mosquetão com travamento automático

Assim como o mosquetão de trava rosca, esse modelo também é muito propício para trabalhos em altura. Isso porque ele tem uma trava automática que fecha por si só após um quarto de volta. Apesar de ser um produto um pouco mais caro, traz uma enorme segurança, o que vale o investimento.

- Mosquetão de travamento semi automático

Seu funcionamento é muito semelhante ao automático, mas seu mecanismo para fechar é através de uma mola, e para que seja aberto é necessário girá-lo sobre seu eixo.

Como escolher o mosquetão mais adequado a sua atividade

Para fazer a escolha adequada do tipo de mosquetão, fique atento à qual tipo de risco a pessoa estará exposta, e qual a sua necessidade. Outro ponto a ser levado em consideração é o peso do material, se for utilizado para escaladas por exemplo, um mosquetão mais leve será mais interessante. Verifique também qual o peso o mosquetão precisa suportar, para que o mesmo não se quebre no decorrer da atividade podendo ocasionar um acidente que pode levar até a morte do usuário.

Além disso, mesmo o mosquetão automático, é necessário sempre a conferencia da sua trava, para evitar acidentes.

Cuidados para manutenção

Assim como todos os EPIs, os mosquetões precisam ter uma manutenção periódica para que sua funcionalidade não seja comprometida. Além disso, com a manutenção feita adequadamente, a durabilidade do equipamento tende a aumentar.

Sempre depois de utilizado, o mosquetão precisa ser higienizado de maneira correta, geralmente lavado com água e sabão e seco com pano, para que o mesmo nao fique molhado e possa vir a ocorrer oxidação.

As dobradiças devem ser verificadas periodicamente para verificar se estão em perfeito estado para uso, em determinadas circunstâncias, é bom lubrificar as mesmas com óleo.

É interessante que se faça manutenções preventivas periódicas em todos os equipamentos, verificando se eles se encontram em perfeito estado para uso. Essa manutenção deve acontecer pelo menos de 6 em 6 meses, porém, é ideal que se faça pelo menos uma breve verificação todos os dias antes de seu  uso.

Fique atento também a validade do equipamento, pois equipamentos fora do prazo de validade, podem ter sua eficácia diminuída.

Quem deve fornecer o mosquetão aos trabalhadores

A empresa é obrigada por lei a oferecer todos os equipamentos de segurança ao trabalhador de forma gratuita, assim como o trabalhador tem o dever de zelar pelo cuidado do equipamento.

A empresa deve ficar atenta ao fornecedor do qual está comprando o equipamento e também fornecer treinamento para os trabalhadores, para que utilizem o equipamento de maneira adequada, além de orientá-los quanto a importância de seu uso e a maneira correta de manuseá-lo.

Vimos que é muito importante conhecer bem mosquetão que se vai utilizar, visto que existem diversos modelos e materiais, para que se evite sempre danos a vida e à saúde do trabalhador. É importante que se saiba a procedência do material que está comprando através do seu CA.

Se você se preocupa em oferecer EPIs de qualidade a seus funcionários, e ainda, se precisa de uma empresa que de treinamento a seus funcionários no que diz respeito a segurança do trabalho, entre em contato com a Conect, uma empresa séria, que tem o que há de mais moderno em equipamentos de segurança no mercado. Além disso todos seus produtos são certificados pela ISO 9001, garantindo seu padrão de qualidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário